27/08/2016 | 21:21 | RSS | posts: 13963 | comentários: 304 | lovers: 38
José Henrique Borghi.
Presidente da BorghiErh/Lowe.
postado em 27 00:00:00/05/2011

 

Redator por formação, sua carreira teve início em 89 na Standard Ogilvy e trabalhou em grandes agências como Talent, FCB, DM9/DDB e Leo Burnett, nesta última foi VP de Criação e Presidente da agência. Em dezembro de 2002 deixou a Leo Burnett e, junto com Erh Ray, criou a agência BorghiErh® Inteligência Criativa. No final de 2006, após fusão entre BorghiErh e Lowe, assumiu a presidência da agência, dividindo-a com Erh Ray.

 

Foi o responsável pela criação de campanhas de grande destaque na mídia para Honda, Itaú, a campanha “Mamíferos” da Parmalat, “Rever Conceitos” da Fiat, “É o amor” para Sazón e “Carlinhos” para a Associação de Síndrome de Down. Durante toda sua carreira conquistou diversos prêmios: redator mais premiado pela revista Archive (1999), 14 Leões em Cannes, 10 prêmios no The One Show, 11 no New York Festival, 7 Estatuetas no London Festival, 10 Clios Awards e 15 Prêmios Abril de Publicidade. Em 2009 foi eleito “Profissional de Agência / Criação” no Prêmio de Contribuição Profissional da APP, e junto com Erh Ray, foi eleito também “Publicitário do Ano” na 26ª Edição do Prêmio Colunistas São Paulo.

 

Trabalhou com grandes anunciantes do mercado, como: FIAT, Mitsubishi, Honda motos e autos, BankBoston, Itaú, Arcor, Antarctica, America On Line, Unilever, Procter, Electrolux, Grupo Folha, Asia Motors, Alpargatas, American Express, Delta Airlines, Grupo Bunge, Tintas Coral, Universo On Line, Valisére, Parmalat, Kelloggs, Directv, Ed.Globo, Leroy Merlin, Masp, Ed. Abril, Cica, Ox Cosméticos, Iveco, Shopping Iguatemi, DaBarra, Venko Celulares, InPar Construtora, LG e Óleos Maria, entre outros.

 

Desde a fusão em Dezembro de 2006, a BorghiErh/Lowe vem crescendo de se destacando no mercado publicitário nacional. Como foi esse processo?

 

Em dezembro de 2006, ocorreu a fusão entre a nacional BorghiErh e a multinacional Lowe. 2007 foi o ano da consolidação da fusão. Já 2008, 2009 e 2010 foram anos de crescimento da agência.

 

Em 2008, 2009 e 2010, a BorghiErh/Lowe comemorou a conquista de novas contas. A agência cresceu com a conquista de novos clientes em processos de concorrência, mas também ganhou novas marcas dentro de clientes que já estavam na casa, como Unilever, Brasil Foods e Johnson & Johnson, o que prova, mais uma vez, o reconhecimento do trabalho que a agência vem desenvolvendo. Entre as marcas conquistadas estão: CAIXA, UOL, Knorr e Kibon (Unilever), Skechers, Metlife, BIC, FEI, 2001 Vídeo, Cotochés e Confiança (Brasil Foods), K-Y (Johnson & Johnson), Apex-Brasil, Rubbermaid, Graco, Boehringer-Ingelheim (Antistax, Anador, Pharmaton e Pradaxa), o lançamento da Revista Lola (Editora Abril) e Ministério da Saúde.

 

Durante este período, a agência se consolidou entre as 10 maiores do Brasil e saltou do 15º lugar em 2008 para o 3º em 2009 de acordo com o ranking Agências & Anunciantes. Praticamente triplicamos a nossa receita! Além disso, a BorghiErh/Lowe destacou-se também pela conquista de importantes prêmios nacionais e internacionais. É da agência o único Leão de filmes do Brasil no Festival de Cannes 2010.

Nesse período, também abrimos uma filial em Brasília, elevamos de 10 para 23 o número de clientes e crescemos como empregadora: o número de colaboradores passou de 105 para 230.


Após anos trabalhando em dupla com o Erh Ray na criação e na gestão da BorghiErh/Lowe, recentemente vocês anunciaram uma mudança na estrutura de gestão da agência. Quais os objetivos com esta mudança após quatro anos de fusão?

 

Recentemente anunciamos algumas mudanças na estrutura de gestão da agência, onde três profissionais da casa, com sólida experiência de mercado e destacada atuação na BorghiErh/Lowe passaram a dividir a gestão da empresa:  Valdir Barbosa como VP e Diretor Geral, Fernando Nobre como VP de Criação e Ricardo Hoffmann como VP do escritório de Brasília. Estas mudanças na estrutura de gestão recém anunciadas irão proporcionar a mim e ao Erh um foco mais estratégico, com planejamento a longo prazo, novos negócios e na construção dessa visão de futuro para os clientes e para a própria agência. Além disso, pretendemos voltar a nossa raiz e se dedicar mais à Criação.

Este movimento permitirá que a  agência lance  as bases para os próximos dez anos e continue entre as maiores do mercado brasileiro.

 

Como foi 2010 para a BorghiErh/Lowe e o que você pretende fazer em 2011?

 

2010 foi um ano de crescimento da agência. Mesmo dando prioridade em atender os clientes da casa, a agência conquistou novos clientes como Apex-Brasil, Rubbermaid, Graco, Ministério da Saúde, Boehringer-Ingelheim (Antistax, Anador, Pharmaton e Pradaxa) e revista Lola (Editora Abril). Ampliamos nosso departamento de digital e o faturamento total da agência cresceu 22%.

Para 2011, a nossa expectativa é crescer cerca de 15%.

 

Criativamente falando, a BorghiErh/Lowe vem se destacando nos festivais publicitários nacionais e internacionais. A que você atribui este destaque?

 

A BorghiErh/Lowe vem se destacando cada vez mais nos festivais publicitários nacionais e internacionais porque buscamos cada vez mais colocar em prática a nossa excelência criativa. Mas além de talento, contamos muito com a parceria dos nossos clientes, que aprovam as nossas ideias. Acabamos de conquistar Ouro no FIAP, além disso, em 2011 ganhamos Ouro, Prata e dois Bronzes no Wave Festival; Ouro e Prata no Festival do Anuário do Clube de Criação; 3 Ouros no Colunistas Brasil. Em 2010, fomos a única agência brasileira a ganhar um Leão em filmes no Festival de Cannes; levamos Ouro no Unilever Awards como o melhor filme entre todas as agências que atendem o cliente mundialmente; conquistamos também Ouro no El Ojo de Iberoamerica; a BorghiErh/Lowe foi eleita agência do Ano no Prêmio de Comunicação (ABP); dentre outras grandes premiações.

 

Globalmente, qual o destaque da agência brasileira no Grupo Lowe & Partners?

 

A BorghiErh/Lowe se consolidou entre a melhor operação mundial do Grupo Lowe & Partners. Somos um dos nove escritórios, denominados hubs, responsáveis pela criação de marcas locais, regionais e globais. Em termos de criatividade, fomos a única da rede a conquistar Leão de Prata no Festival de Cannes 2010. Um grande reconhecimento para uma agência com apenas quatro anos.

 

 

 

 


 


Comentários
Nenhum comentário encontrado.
Deixe seu comentário
Digite seu comentário abaixo: